Lawo traz atualização para suíte de softwares para estúdios de broadcast

Com as novas ferramentas, os usuários do R?LAY poderão utilizar consoles de mixagem, placas de som e patchbays para substituir hardwares dos estúdios

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Dezembro/Janeiro 2017 Edição do Mês

Da Redação


 

A Lawo trouxe uma nova atualização para o R?LAY, uma suite de softwares que inclui ferramentas virtuais de estúdios de broadcast. Com a solução, os broadcasters poderão operar alguns hardwares de estúdios, como consoles de mixagem, placas de som multicanais, patchbays, por meio de comandos virtuais usando plataformas de computador prontas para uso.

Todos os softwares R?LAY fazem parte dos padrões AES67 / RAVENNA AoIP e possuem utilização fácil e intuitiva para PCs e laptops. A coleção de ferramentas incluem os softwares de mixer para rádio virtual VRX8 com 8 faders e o VRX4 com 4 faders, o software de patchbay VPB e o software de placa de som virtual VSC.

Os novos recursos dessa versão incluem suporte para o gerenciamento de streaming Unicast que ajudam a manter conexões e comunicar links quebrados. Também há alguns reforços que diminuem a carga da CPU, como a inclusão de rede da Microsoft e drivers WDM para broadcasters usando computadores Windows 10.

O software de mixagem R?LAY VRX é ideal para uso em estúdio, em que o padrão AES67 permite que os operadores mixem streams de áudio locais ou em rede e emitam o stream do programa pronto para uso. Instalado em um laptop e ligado a uma interface de áudio Lawo OnAir 4, o R?LAY VRX traz um kit móvel de broadcast, equalizador completo com base no VST e outras ferramentas de processamento.

“Os computadores estão ficando mais poderosos todos os dias e os boradcasters estão usando todo o poder para substituir os hardwares pelos softwares”, disse o gerente de marketing de Radio da Lawo, Clark Novak. “Com o R?LAY, eles podem até substituir consoles de mixagem, usando um computador touchscreen de ponta para hospedar um console de mixagem completo que opera como um físico – mas com menos custos em relação a equipamentos”, afirmou.

 

Notícias Relacionadas